quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Saem os vencedores da VI Prova de Cafés certificados IMAFLORA – Rainforest Alliance Certified™



A Fazenda Dona Nenem, localizada no cerrado mineiro foi a grande vencedora da VI Prova de Cafés Certificados Imaflora–Rainforest Alliance CertifiedTM, com nota 88,08, na categoria de secagem “natural”. O empreendimento também conquistou a terceira colocação, na categoria “cereja descascado”.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (19), em evento especial no 9º Espaço Brasil Café, feira internacional que acontece em Belo Horizonte, Minas Gerais, e reúne representantes de diversos segmentos da cafeicultura.

A Prova desse ano, promovido pelo IMAFLORA – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola com os empreendimentos que conquistaram a certificação socioambiental, recebeu 96 inscrições e tem como objetivo estimular a produção de cafés de alta qualidade, em propriedades que conciliem uma gestão socioambiental eficiente, boas práticas de conservação dos recursos naturais e garantias de saúde e segurança ao trabalhador. 

“Acreditamos que sustentabilidade e qualidade são a porta de entrada para novos mercados”, avalia Eduardo Gonçalves Trevisan, secretário adjunto do IMAFLORA. Para ele, essas duas condições, são as exigências atuais dos compradores internacionais que buscam garantias para seu produto. “Temos visto que o produtor que atende a essas exigências consegue benefícios econômicos maiores com seu produto”, diz ele. 

Finalistas - Ficaram entre os oito finalistas também os seguintes empreendimentos:

Em segundo lugar, a fazenda Santa Lúcia, do grupo AC Café, também do cerrado mineiro, recebeu nota 87,42, na categoria cereja descascado. 

A quarta colocação coube à Ipanema Agrícola, do Sul de Minas, com nota 86,13, na categoria “cereja descascado”. 

Em quinto lugar, ficou o Sítio da Torre, de Álvaro pereira Coli, localizado na Serra da Mantiqueira, em Minas, com 85,88, na mesma categoria.

O sexto lugar foi para a Fazenda Santa Fé, de Vicente H.Filho, no cerrado mineiro, que recebeu nota 85,04, na categoria cereja descascado.

Os sétimo e oitavo colocados pertencem ao mesmo produtor, João Batista Montanari, da Fazenda São Paulo, também do cerrado mineiro, que recebeu 85,00 na categoria “cereja descascado” e 84,96 na categoria “natural”. 



Compartilhe